quinta-feira, 25 de maio de 2017


Com seis meses come a sopa toda, a fruta e a papa. Ainda mama na maminha e é assim que vai ser enquanto ela quiser. Ri imenso. Dá gargalhadas altas e com vontade. Já se senta. Diz pá pá pá pá. Faz gracinhas com a língua e ri à espera de resposta com ar matreiro. Ainda acorda de noite, ás vezes com calor, para fazer cocó ou porque tem fome. Adora estar de pé. É absolutamente louca pelo irmão, segue-o para todo lado. Detesta sentir-se apertada e de longas viagens. Gosta de passear e ver o mundo. Gosta dos Caricas e de música. 

E quando a mamã chega a casa... o mundo pára.
Não descansa enquanto não vem para os meus braços.

E é tão bom.

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Primeiro dia de piscina




No domingo foi o primeiro dia da Carolina na piscina. Ficamos só na relva a observar o irmão a chapinar na água como um patinho. Foi por pouco tempo mas foi tão bom. Só nós os quatro a relaxar depois de uma semana a correr dum lado para o outro. Durante a semana é quase impossível termos momentos assim, há sempre tanto que fazer!



segunda-feira, 22 de maio de 2017

Semana da Leitura



Fui à escola do Diogo ler um livro. Disse-lhe para escolher e ele escolheu o Quiquiriqui que gosta tanto. O pai também foi.
Quando entramos na sala emocionei-me com o olhar dele. Irradiava felicidade! Apresentou-nos logo aos colegas e mostrou o livro a todos.

Gostei muito da experiência e o Diogo acertou no livro. Os miúdos ficaram completamente colados e no fim riram e disseram que adoraram.

É mesmo uma experiência a repetir!

Gosto imenso desta professora. Todos os pais que quiserem ir lá fazer actividades com os meninos são bem vindos. Há uma interacção com os pais que nos deixa descansados. A professora está sempre a enviar-nos mensagens com fotografias e comentários. Não sei se há muitas professoras assim... mas esta era mesmo a que o Diogo precisava. Infelizmente não sei se ela estará lá no próximo ano, mas espero que sim... faz-lhe muito bem.

Num piscar de olhos chega o final do ano lectivo. Ainda há pouco tempo chorei baba e ranho quando ele foi para a escolinha... e pufff, já estamos na recta final!!! Apesar de estar a trabalhar quero que ele aproveite as férias da melhor maneira. Que apanhe sol, corra, brinque na areia, que seja um patinho na água! As férias são para brincar ao ar livre tal como eu, na idade dele. Sujei muito o pé descalço! 

Não deixem os filhos em casa, saiam e sujem os pés!


sexta-feira, 12 de maio de 2017

Os dias passam a correr. 
Os miúdos acordam as 6h30 (não me perguntem porquê mas já o Diogo acordava por volta dessa hora e a irmã é igual). Brincamos na cama, vamos tomar o pequeno almoço. Depois visto-os. O Diogo sai com o pai e eu fico com a Carolina até as 9h. Arrumo o que posso ou consigo e levo-a à avó. 
Saio para o trânsito tantas vezes infernal. Chego cedo ao trabalho e aproveito para fazer compras para a casa ou tomar um café. Saio ás 18h00, vou buscar a Carolina e é uma corridinha entre preparar jantar, dar de mamar, brincar, dar banhos, comer, ler histórias... e num piscar de olhos estamos todos na cama novamente. 

Quando me deito e fecho os olhos sinto um peso enorme a sair-me do corpo e afundo-me no colchão. Ás vezes é complicado levantar-me novamente e tratar das roupas sujas, das lavadas para vestirem no dia seguinte, dos lanches, das sopas e frutas... mas lá me levanto e trato de tudo. As mulheres têm uma capacidade de organização fora do normal. Somos capazes de estar a fazer duas e três coisas ao mesmo tempo e a pensar que temos que comprar batatas, sacos do lixo e bananas. Somos um bichinho interessante.



sexta-feira, 5 de maio de 2017

Regressei

Regressei ao trabalho.
É muito bom estar 24h com uma bolinha de fofura em casa que nos derrete o coração a cada sorriso, mas é necessário trabalhar. Não só a nível financeiro. Preciso de me sentir activa, conversar com gente diferente todos os dias, conseguir objectivos. Preciso deste stress de andar a correr dum lado para o outro (ok, stress saudável, sem problemas à mistura!). Preciso de chegar a casa e ver os meus filhos sorrirem quando me vêm e perguntar como foi o dia deles. É bom regressar. 

No dia do meu regresso, a Carolina fez 6 meses. 

Fica ao cuidado das duas avós, uns dias numa, outros noutra. Acho importante o mimo a 100% nos primeiros tempos e até aos 3 anos irá ficar com elas. Sinto-me sortuda por as ter ao meu lado. Vai brincar muito, passear até à padaria e ao café. Vai pisar a terra como eu pisei, fazer sopas de flores e erva. Vai colher cenouras, comer morangos, vai sujar-se toda. Vai dormir sestas ao som dos passarinhos e acordar com o cheirinho a café acabado de fazer. Vai se levantar ensonada e perceber que ainda é dia.

...ai, que saudades que tenho... 

Vai ser todos os dias feliz.